Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Geografia e sentido de orientação

Seria de esperar que os homens, na sua generalidade, pelo menos, tivessem um claro sentido de orientação. Temo confirmar, para vergonha masculina, e desespero feminino, que tal não passa de um mito. Mito. Pura e simplesmente, um mito.

 

Vamos a exemplos práticos:

Decathlon. Maia. 3ª tentativa após um curto período de tempo sem regressar áquela loja , já tão nossa conhecida.

 

 M, pela terceira vez consecutiva, não encontra o caminho. Já anda às voltas. Perdido. Aproximamo-nos de uma bomba de gasolina. Tentando ser uma querida (leia-se, contendo-me de lhe berrar umas verdades) apenas digo: bomba de gasolina e aponto (sim, é feio apontar, eu sei). O que eu queria dizer, pura e simplesmente, já todas as mulheres que possam estar a ler, o perceberam, era simplesmente: pára e pergunta.

E o que faz o M? Pára e pergunta? Claro que não. Segue em frente. Homem que é homem, não pergunta direcções. Não. Claro que não. Temem provavelmente ficar sem um pedaço vital da sua masculinidade.

 

A odisseia continua... seguimos em direcção ao Porto, por uma estrada que ambos desconhecíamos... aí não resisto a perguntar: sabes por onde vais? Ao que ele me responde: ah, sim, claro, vamos ao Norteshopping, mas apetece-me ir por aqui. Para ser diferente. (Sem comentário possível aqui.)

Depois de muitos quilómetros - já eu deduzia que íamos desembarcar no centro do Porto, sim, é que eles, nem geografia, nem calcular distâncias - reconheço onde estávamos: perto do local onde um querido qualquer se encantou com o meu auto-rádio, e tal foi o encanto que o decidiu levar  com ele. Toca a indicar-lhe o caminho em direcção à Boavista, e depois seguir em direcção ao shopping.

 

E isto, no país que conhecemos. Numa terra por onde já passamos inúmeras vezes. E lá fora?

 Recordo-me, por exemplo, de San Sebástian (País Basco) - não fosse o meu sentido de orientação, não voltaríamos sequer a dormir no mesmo hotel - what the hell? Nem conseguiríamos regressar ao hotel após o primeiro passeio pela cidade!

 Pontos Cardeais: Norte Sul Este Oeste. Simples. Exactos. Será assim tão complicado?

 Meninos com GPS no carro: não vale... é batota ;) Se bem que , muitos, mesmo com GPS  acabam por se perder. Bravo para os que, mesmo assim, conseguem chegar  ao destino. Sózinhos.

 

Vejamos agora, outra vertente da geografia, a chamada geografia mais a sul.

Imaginemos um homem habituado a percorrer os montes e vales. Ao qual é facilitado o acesso à bela paisagem. Homem que tem a liberdade para percorrer a seu bel-prazer,  as  linhas, cada curva... e mesmo assim, acaba por se desviar dos pontos cruciais. Só vos posso dizer: lastimável. Imperdoável. Falta de tacto? Sinceramente, não sei.

Não são obrigados a conhecer o percurso? Barafustam já os homens, protestando. É um facto, não são obrigados a conhecê-lo logo à partida. Mas tratando-se de um percurso habitual, que já deveria ser familiar, bem,  a verdade é que isso não abona muito em vosso favor, certo?

Acabamos por ter de lhes indicar o caminho. Temos de ser o co-piloto. Estar ali, atentas às curvas e contra-curvas... nossas e deles. O que os salva de cair na lama, é aparecer um, entre muitos ou poucos, que dispensa o guia turístico, e sabe facilmente encontrar os pontos de referência mais cruciais. É o que os salva. Da vergonha total.

 

E agora, lembrei-me de outra... mas esta era só para vos contar ao ouvido... é que o sentido de orientação não lhes é inato... como poderíamos pensar (nós, e até eles); e não deixa de ser curioso, visto eles gostarem de brinquedos grandes, aviões, por exemplo, falemos de aviões, e muitas vezes temos de ser nós, mulheres,  a tomar o controlo do avião nas nossas mãos e aterrar o aparelho suavemente na pista. Ou não.

 

 

 


publicado por blue258 às 16:50
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
|
17 comentários:
De RUIM a 9 de Dezembro de 2009 às 17:41
aí está, as "gajas" têm de ter sempre tudo a "regra e esquadro"


De blue258 a 9 de Dezembro de 2009 às 17:42
não, desculpa, nada a ver


De RUIM a 10 de Dezembro de 2009 às 10:59
não? tem tudo a ver!


De blue258 a 10 de Dezembro de 2009 às 13:33
tem a ver, tem
mas não "temos de ter" - porque é que na mente masculina, há coisas que parecem obrigação?


De RUIM a 10 de Dezembro de 2009 às 14:11
se calahr porque, algumas, o são?


De blue258 a 10 de Dezembro de 2009 às 14:56
achas mesmo isso?
acho que está mal... nada devia ser uma obrigação
aliás, dizem que quando não se faz com gosto, é preferível não o fazer...


(mas estamos a falar no geral, certo? perdi-me um bocado...)


De RUIM a 10 de Dezembro de 2009 às 16:49
certo


De Gajo a 9 de Dezembro de 2009 às 18:27
bem...where to begin...? eu poderia começar por citar 3 grandes gajos: Vasco da Gama, Cristovão Colombo e Fernão Magalhães. O que têm em comum estes gajos? Todos eles se perderam, todos eles conseguiram grande feitos para a humanidade justamente por se perderem e nenhum deles tinha uma gaja ao lado. Desconfio, cá para mim, que se eles tivessem uma gaja ao lado, teriam parado milhares de vezes ao longo do caminho por variadissimas razões, teriam perdido milhares de horas a tentar decifrar os nativos (e ainda não havia shoppings...) e teriam demorado cerca de uma centena de anos mais que os exploradores sem gajas ao lado. Plus...não é garantido que não se perdessem, não é garantido que a coisa tivesse acabado mal porque tantos meses enfiados num mesmo barco com as orelhas a arder não é para
todos e muito provavelmente não teriam descoberto nada de jeito porque aquilo que interessava as gajas não queriam ver...
Um gajo quando anda no carro com uma gaja, desconcentra-se, perde-se e confia na menina...enventualmente acaba...crashed and burned...pois!
Quanto aos meninos que têm GPS...pois...err..depende do GPS...pois...sim.
Os pontos cruciais...UI...that hurts Image


De blue258 a 9 de Dezembro de 2009 às 18:42
Concordo contigo neste ponto: os homens perdem-se, e por vezes até encontram coisas de jeito!

Agora, quanto a "muito provavelmente não teriam descoberto nada de jeito porque aquilo que interessava as gajas não queriam ver.." não concordo, de todo! A que raio de gajas estais vós habituados??

Sim, GPS - batota, pois.

Pontos cruciais - essenciais!


De Gajo a 9 de Dezembro de 2009 às 19:06

Diálogo provável do Cristovão (o Colombo) com a sua namorada:
Namorada - Cris, preciso de mais caril para o arroz
Cris - Outra vez?? Que raio fazes tu ao caril? Pronto, olha, vou então ali às Indias e venho já. Vou experimentar ir por outro caminho mas não devo demorar.
Namorada - Porra Cris, é sempre a mesma treta. Dizes isso mas aposto que vais ali ao café do Tóne jogar uns matrecos e beber umas cervejas.
Cris- - pronto, ok, és sempre a mesma coisa. Vou directo então, que raio, vá se lá entender as mulheres...
(e pronto, a América nunca teria sido descoberta)


De blue258 a 9 de Dezembro de 2009 às 19:12
Gajo, essa está demais, confesso - estou aqui às gargalhadas!

Mas convenhamos, Vasco da Gama, Colombo e Fernão Magalhães? Esses já fizeram a parte deles - toca agora aos homens dos dias de hoje meterem mãos à obra, não?


De Gajo a 9 de Dezembro de 2009 às 19:16

absofuckinglutly ;)


De S a 10 de Dezembro de 2009 às 17:21
A verdade é que há homens com sentido de orientação e outros não e as mulheres igual, cá em casa o meu irmão e namorado não tem nenhum... Mas a minha mãe tem bastante...


De blue258 a 10 de Dezembro de 2009 às 21:32
Claro que é igual - serve para homens e mulheres - mas sabes que o propósito das teorias... é mesmo "cascar" nos homens ;)


De S a 11 de Dezembro de 2009 às 00:34
Pois, lol, as teorias, uma vez vi um livro que falava de teotias masculinas e femininas uma delas era porqu é que as mulheres não tem bom sentido de orientação e os hemsn tem.


De blue258 a 11 de Dezembro de 2009 às 13:03
Pronto, neste caso, é como te disse, é para picar... mas a verdade é que há homens e mulheres com sentido de orientação... e alguns sem nenhum. A verdade é essa.


De S a 11 de Dezembro de 2009 às 16:21
Pois é...


Colorir

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul

.azuis recentes

. Where’s the light I used ...

. Maio

. And I'll do it a thousan...

. Abril

. ...

. Diz que é dia mundial do ...

. Só porque sim

. Para ti, enquanto não dou...

. Fevereiro

. Janeiro

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. um abraço. o meu lugar.

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. 30 coisas sobre ti (que n...

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds