Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

...

«Meu amor, não quero mais palavras rasgadas. Nem o tempo cheio de pedaços de nada. Não me dês sentidos para chegar ao fim. Meu amor, só quero ser feliz. Meu amor, não quero mais razões para apagar o que nasce e renasce e nos faz acordar. A loucura faz medo se for medo o teu chão, mas é ar e é terra dentro do coração. É ar e é terra dentro do coração. Meu amor, não quero mais silêncio escondido. Nem a dor do que cai em cada gesto ferido. Quero janelas abertas e o sol a entrar. Quero o meu mundo inteiro dentro do teu olhar. Eu quero o meu mundo inteiro dentro do teu olhar. E hoje vê, a estrada é feita para seguir. E hoje sente, a vida é feita de sentir. E hoje vira do avesso o mundo e vê melhor. Deste lado é mais puro, é teu, é tão maior. Deste lado é mais puro, é meu, é tão maior.»

 

(Mafalda Veiga, Estrada)

 

 


Roubado do Abraça-me bem.  E ironia do destino: abraça-me bem.



publicado por blue258 às 22:57
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
|
5 comentários:
De Daniela Barreira a 4 de Outubro de 2010 às 23:49
abraço-te bem. tanto bem. sabes? sabes.
sempre.


De blue258 a 5 de Outubro de 2010 às 00:18
minha querida pequenina grande Daniela, hoje, deito a cabeça no teu colinho...  deixa-me aí estar até adormecer. hoje, sou (sinto-me) pequenina... tão pequenina...


De Daniela Barreira a 5 de Outubro de 2010 às 00:21
claro que sim, grande Blue :')
deita. fica. eu fico a ver-te adormecer. em paz. e quando tiver a certeza que te perdeste no mundo dos sonhos (bons) eu adormeço também. em paz. e junto de ti. hoje não saio de junto de ti, até tu te veres como eu te vejo, de novo. grande.
chega-te aqui. deita. não, não digas nada. não faz mal se as lágrimas cairem. estou aqui mesmo, podes fechar os olhos. não vou sair daqui. estou aqui. não digas nada. dorme. em paz. :)


De blue258 a 5 de Outubro de 2010 às 23:44
:)


sabes, tenho de contar-te algo: é incrível. li isto antes de ir dormir. cheguei à cama, deitei-me,  cobri-me com o edredon - tinha a cabeça a mil - mas, não sei como, e sem dar por ela, adormeci. acordei às 4h30 da manhã, e tentei lembrar-me de como tinha adormecido. vi que adormeci, serena, tranquila, quase como uma criança que cede ao sono e ao cansaço. depois, lembrei-me de ti. e ainda hoje disse o seguinte: quando temos quem nos quer bem, e quem nos deseja bem, faz milagres. e foi :)


De Daniela Barreira a 5 de Outubro de 2010 às 23:46
é isso, é isso. relembra-o, sempre que precisares. sempre :)


Colorir

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 101 seguidores

.azuis recentes

. Where’s the light I used ...

. Maio

. And I'll do it a thousan...

. Abril

. ...

. Diz que é dia mundial do ...

. Só porque sim

. Para ti, enquanto não dou...

. Fevereiro

. Janeiro

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. um abraço. o meu lugar.

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. 30 coisas sobre ti (que n...

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds