Domingo, 7 de Novembro de 2010

...

 

 

Que ninguém me fale mais em seguir o coração. Ou em ser verdadeira para comigo própria. Que ninguém ouse abrir a boca. Se o faço, se o fiz, foi por saber o valor do que fazia. Valor para mim, e para ninguém mais. Que ninguém ouse voltar a dizer-me que se deve deixar falar o coração.

As palavras magoam, ferem, perfuram o coração, destroem a alma. Que ninguém ouse então falar-me do valor que tem cada uma destas coisas quando há sofrimento no meio. Não me falem da dor nas palavras, quando a vejo nos olhos de quem quero bem. Quando a sinto.

Não me falem em ser verdadeira, quando inflijo tanta dor. Quando destroço o coração de alguém por quem tenho tanta afeição. Não me falem mais no coração, quando acabo de partir um em mil e um pedacinhos.

 

 

 

 

 


publicado por blue258 às 22:41
link do post | favorito
|
Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 101 seguidores

.azuis recentes

. Where’s the light I used ...

. Maio

. And I'll do it a thousan...

. Abril

. ...

. Diz que é dia mundial do ...

. Só porque sim

. Para ti, enquanto não dou...

. Fevereiro

. Janeiro

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. um abraço. o meu lugar.

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. 30 coisas sobre ti (que n...

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds