Domingo, 7 de Novembro de 2010

Sábado

Duas vidas. Anos. Momentos. Horas. Minutos. Segundos.

 

Uma esplanada na Praça da Liberdade - a coincidência ou a ironia do destino a operar em toda a sua força. Whisky servido em copos de balão. O M e eu. Recordo as lágrimas, minhas, as palavras, dele, e estas três músicas entre as quais eu sentia um nó na garganta. Sentia a dor de um nó que se desfazia. Que se desfez.

 

Whataya want from me, Adam Lambert, Encosta-te a mim, Jorge Palma, e Love the way you lie, Eminem e Rihanna.  Tocaram numa estação qualquer. Formaram a banda sonora daquele momento.  Naquele lugar. Praça da Liberdade, no fundo da Avenida.

 

 

 

 

Vens ou ficas, esta cidade é só nossa e a noite pede-nos um corpo para continuar a viver. Se vieres, vou esperar-te á estação. Trarás contigo a razão... Quem te ouve e quem te vê.

O encontro será apenas um momento no interior do pensamento onde tudo se resolve. Os segredos são o centro de um incêndio que arde com o silêncio como outra noite qualquer.

Se me ouves, se recusas as palavras, transformamo-nos em nada, quase deixamos de ser. E as horas que se despedem devagar, que se afastam de ficar, que se aproximam de morrer. O que fomos passa por nós na avenida, é um pedaço da nossa vida, que ainda quer sobreviver.

 

 


publicado por blue258 às 21:53
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Noite...

Surreal. Ponto final, parágrafo.

 

 

Ando com certeza a garantir um lugar no céu.

 

tags: , ,

publicado por blue258 às 02:57
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (3) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Começo a sentir...

...alergia noutras partes do corpo.

 

 Barba tóxica, só pode.

 


publicado por blue258 às 23:00
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (8) | favorito
|

"Dói-dói"

 

O M chegou a casa.

Ao chegar junto de mim, disse:

 

Deixa-me dar-te um beijo...

... o que eu te fiz...

 

 

 


publicado por blue258 às 19:49
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (6) | favorito
|

Barba ruiva

M. Barba de uma semana. Neste caso, pêra. Sexy. I like it.

Na sexta feira, beijos ardentes. Love it. Just love it.

Sábado, o meu queixo, e o lado direito do pescoço, acordam vermelhos.

Domingo, a minha pele branca parecia ter sido perfurada por milhentas agulhas, e apareciam agora mini borbulhinhas.

Hoje. Comichão. Ardência. Not nice. Not nice at all.

 

Quem diz que o amor não deixa marcas? Oh se deixa!

 

 

P.S. Se alguém souber como posso aliviar esta vermelhidão, por favor, partilhe. Eu agradeço!

 


publicado por blue258 às 14:58
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (18) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Novembro de 2009

Hoje, o mar...

... tinha a cor dos teus olhos.

 

 

 

tags: , , ,

publicado por blue258 às 20:51
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (6) | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

"Esta lua é para ti"

 

Pronto, que o m se anda a tentar redimir, anda.

Ontem, enviou-me uma foto da lua, com esta mensagem.

Ok, vá lá. Continua que estás no bom caminho. Mais uns meses disto...

 

Lembra-te é que também quero as estrelas e não apenas a lua.

 

 

 


publicado por blue258 às 23:35
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (4) | favorito
|

Cá se fazem, cá se pagam.

 

Ontem, e por ter sido um dia daqueles - daqueles raros em que o melhor de mim parece estar à flor da pele - ao jantar, dei um  beijo na face ao m.

De sorriso rasgado, olha para mim e pergunta:

Já estou perdoado?

Ao que muito rapidamente respondo:

Não, claro que não. E tão cedo não esqueço.

Ao que ele me pede:

Não digas isso. Até ando a ter uns sonhos tão estranhos...

 

O poder do subconsciente. Aguenta.

 


publicado por blue258 às 23:23
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (3) | favorito
|
Domingo, 2 de Agosto de 2009

Pagar a conta

Vou poupar-vos aos detalhes da noite passada. Posso apenas mencionar a burocracia resultante da jantarada do m. Leia-se: trabalho para mim. Coisas a lavar, coisas a limpar, menino para tratar. Ainda por cima, tenho que me ocupar dele: deixá-lo dormir (para ajudar a curá-la), levar-lhe cafézinho para limpar o organismo (leia-se valente ressaca), ver se almoça (comidinha levezinha para ver se o estômago aguenta).

 

Apetecia-me barafustar, e cá dentro barafusto e muito. Por fora, nem por isso. O que é pior. Muito pior. Para ele.

 

Mzinho, tão cedo não pagas a conta da noite passada. E tu sabes isso, não sabes?

 


publicado por blue258 às 15:16
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (2) | favorito
|

M, esta é toda para ti

Amanhã vês - e porquê? Porque hoje não estás em condições. Porque amanhã te vou obrigar a ver. Porque há limites. Porque se pode beber, divertir, celebrar com os amigos. Mas isso não foi celebrar coisa nenhuma.

 

 


publicado por blue258 às 02:59
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
|

Get together

Chegada esta altura do mês de Agosto, do Verão, das férias, chegam também os familiares e amigos, que perto ou longe, aproveitam agora para aqueles jantares tão típicos do get together. Pois... hoje o m teve um desses. Escusado será dizer que chegou a casa num estado a roçar o lastimável.

 

Throwing his guts out - já esteve a desperdiçar o marisquinho todo que comeu, e o muralhazinho a acompanhar.

Mais, antes ainda do "virar o barco", tentou - sim, tentou, porque a língua enrolava mais (muiiiiito mais) do que o normal - dizer-me que se tinham envolvido numa fight e que eram 5 para 8 (pelos vistos não passou de palavras e gestos - deveria atenuar a  coisa - mas quanto a mim, dá no mesmo). Sendo eles o grupo dos 5. Tinham de o ver todo contente de si mesmo - e da sua figura.

 Isto, já para não falar de ter vindo a conduzir até casa. Naquele estado. Neste estado. Driving my car.

 

A única coisinha acertada que ele ainda acabou por dizer: não posso sair sem ti. 

Pois, a julgar pelo teu estado, vê-se bem que não (e isto tem o seu quê de lastimável também).

 

Palpita-me que para o ano, a coisa não se vai proporcionar da mesma forma. Pois não. Cheira-me que o menino, vai ser conduzido  ao local, e  depois recolhido a boa hora - sim , recolhido, porque é mesmo o termo que se aplica aqui.

 

E agora, vou mas é  ver se não me vomitou na cama. O amor é lindo.

Ain't love grand?

 

 

 


publicado por blue258 às 02:34
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (2) | favorito
|

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 101 seguidores

.azuis recentes

. Sábado

. Noite...

. Começo a sentir...

. "Dói-dói"

. Barba ruiva

. Hoje, o mar...

. "Esta lua é para ti"

. Cá se fazem, cá se pagam.

. Pagar a conta

. M, esta é toda para ti

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. um abraço. o meu lugar.

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. 30 coisas sobre ti (que n...

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds