Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blue 258

Blue 258

...

Da noite de sexta

22
Nov10

Zero horas de sono. Zero. Dezasseis horas juntos. Dezasseis. Falamos de como não é normal andarmos a sair  tanto juntos, andarmos a passar tantas horas juntos. Falamos dos sinais. Dos sinais que se contradiziam. Dos sinais de ambos. Das dúvidas de ambos.  Das incertezas daquilo que sentíamos. Vi o amanhecer contigo nos meus braços. Disseste-me: aí tens o teu amanhecer.

 

Já o sol ia alto quando regressámos a casa. E na incerteza da certeza voltámos a casa. E da incerteza fez-se a certeza. De não ser. De não sermos. E a estupidez toda está no que sente. Porque se sente. De parte a parte. Quanto a isso não há volta a dar. Acredita, não há. Podemos esconder, podemos fingir, mas não há volta a dar quando se sente.

 

 

Se eu quis ceder? Quis. E só isso diz tanto. Tanto. Se eu cedi? Não. Não cedi. Porquê? Porque faz parte de mim. Faz parte de quem eu sou. E eu sou assim. E por mais que eu tente, não há volta a dar. Eu funciono assim. Devagarinho. Tão devagarinho. E e se há alturas em que me arrependo de ser assim, outras há em que percebo porque é bom ser assim. De resto, é como eu sou. Eu sou assim. E se é assim que eu sou, não há nada a fazer. Tenho de ser. Eu.

 

Ask for answers

21
Nov10

Time to pass you to the test. Hanging on my lover's breath.
Always coming second best. Pictures of my lover's chest.
Get through this night, there are no second chances.
This time I might. To ask the sea for answers.
Always falling to the floor, softer than it was before.

 

 

 

É mais suave desta vez porque não foi como foi contigo. Porque ainda pensava em ti. Ainda penso... em ti. Sempre, tu. Tu.

This is love

17
Nov10



I can't believe life's so complex
When I just wanna' sit here and watch you undress
This is love that I'm feeling
Does it have to be a life full of dread?
I wanna' chase you round the table, I wanna' touch your head
This is love that I'm feeling
I can't believe that the axis turns on suffering
When you taste so good
I can't believe that the axis turns on suffering
While my head burns
This is love that I'm feeling
Even in the summer, even in the spring
You can never get too much of a wonderful thing

You're the only story that I never told
You're my dirty little secret, wanna' keep you so
Come on out, come on over, help me forget
Keep the walls from falling on me, tumbling in
- This is love that I'm feeling

 


Dos rituais

15
Nov10

Das quartas-feiras. Do querer fazê-lo de novo na semana passada. De ter dito a mim mesma que não. De me ter obedecido. Não sei se fiz bem ou não. Se o devia ter feito sequer. Sei que me custou. Mas fi-lo.

 

Temo ser uma parvoíce querer tanto fazer as coisas e não as fazer. Ter de resistir, de lutar contra mim mesma para não o fazer. Parece-me errado evitar algo que se quer tanto. Tanto. Acho que é a inevitabilidade dos factos que pesa contra mim, e me leva, mesmo sem querer, a seguir outro rumo. Por mais que me custe.

 

 

Se ainda penso em ti? Todos os dias.

 

 

 

 

Remember how it used to be, when the sun would fill up the sky. Remember how we used to feel. Those days would never end... those days would never end. Remember how it used to be when the stars would fill the sky. Remember how we used to dream. Those nights would never end... those nights would never end.

It was the sweetness of your skin. It was the hope of all we might have been that fills me with the hope to wish impossible things.
But now the sun shines cold and all the sky is grey, the stars are dimmed by clouds and tears and all i wish is gone away...