Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blue 258

Blue 258

Postais de Natal

31
Dez13

 Tenho uma coisa com os postais de Natal que não sou capaz de os escrever atempadamente, isto é, a tempo de chegarem no Natal. Para mim, postal de Natal que é postal de Natal, tem de ser escrito quase na véspera, por entre papel de embrulho, fitas e cartões, como quem prepara um presente. Foi neste burburinho que escrevi estes que agora aproveito para colocar no correio do Sapo.

 

◊◊◊◊◊◊◊◊

 

Minha querida mvm,

 

 

Neste Natal não deixei (não deixo) de pensar em ti. Como poderia eu não me lembrar de ti quando os aromas se soltam e  preenchem as nossas casas, agora ainda mais do que antes. Tanto, mas tanto, este tanto que é muito, que nunca é demais, mas que é, sem pretensões, sem querer ser mais do que é. 

 Desejo que 2014 te abrace com tudo aquilo que mais desejas.

 

 

 

 ◊◊◊◊◊◊◊◊◊◊

 

 

Minha querida Dani,

 

 

O abraço maior do mundo. É quanto (me) baste neste Natal, é quanto me baste uma amizade como esta para toda uma vida.

 

 

 

 ◊◊◊◊◊◊◊◊

 

 

Meu querido Luís,

 

A falta que me fazes, a falta que se sente (que eu sinto) da tua amizade quando estás tão longe. A falta que nos faz correr para o abraço amigo e saber que ele está cá. Mas desejo-te o melhor, sempre o melhor de tudo, e tu sabes, tal como eu sei, que não são precisas palavras.

 

 

 

 

 ◊◊◊◊◊◊◊◊

 

 

 

Tu,

 

Fecha os olhos e sorri. Sorri enquanto te abraço e me (re)encontro nesse abraço do tamanho do mundo. Logo à meia-noite encosto o meu rosto ao teu e também eu sorrio.

 

 

◊◊◊◊◊◊◊◊

 

 

 * Todas as imagens foram retiradas da net

All I need is a bitter song...

20
Dez13

Aquele momento em que se vem publicar uma música. Uma música que está a tocar em repeat há dias. Faltou-nos o tempo, quiçá a vontade. Mas hoje foi o dia.  Porque a música continua a tocar em repeat, porque é a primeira melodia da manhã enquanto se pensa num abraço que não é o abraço que devia ser mas é um abraço, o abraço e só isso importa e é o que nos dizemos enquanto abrimos o editor de posts. Porque é do Natal, do frio da manhã, do sol com que fomos brindados à varanda. Porque é uma música e porque a queremos guardar. Só para nós. 

And all the letters that I have never sent

10
Dez13

 

No tell me what it is, it isn't fair
'Cause I'm wasting time, but it isn't my heart
it isn't my fault.
And every situation understands, well
The anecdote of chasing the location to your door

'Cause I'm wasting time, now I'm wasting money again
and all the cigarettes that I have never smoked
And all the letters that I have never sent

And he was sitting by the swimming pool
But he was scared, 'cause it wasn't his time, it wasn't his chance.
Getting older's not been on my plans
But it's never late, it's never late enough for me to stay

'Cause I'm wasting time, now I'm wasting money again
and all the cigarettes that I have never smoked
And all the letters that I have never sent

Hoje, só para ti

08
Dez13

Para ouvir logo de manhãzinha, enquanto tomas um duche e fazes a barba. Porque é um dia como os outros, insistes tu enquanto os demais teimam em te contrariar. O mesmo cafezinho de sempre, a mesma vista para o mar, o mesmo abraço. Hoje ainda mais forte. Por nenhuma razão em especial, insinuo eu descontraidamente. Ou então sim, mas o que interessa mesmo é o abraço. Do tamanho do mundo.


 

The sea goes quiet when the night is dark
with the lights reflected jump in from the sky
and I wonder if we'll see the moon walk by
'cause it's shining, it's shining
as it lights the shadows, see the moon walk by

Pág. 1/2