Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blue 258

Blue 258

<3

29
Jan20

E depois há pessoas que entram de mansinho, quase sem te aperceberes.  Que te inundam com toda a sua doçura. Mostraram-te a sua dor, a sua escuridão. Assim, sem meias medidas. Sem esperar. Sem pretextos. Estás aí, eu estou aqui e este é o meu oceano de dor. Esta é a minha escuridão. E eu ali, calada. A ver-te. A sentir-te.

I see you. I feel you.

 

Perdida num turbilhão que não era meu mas que reconhecia bem. E eu ali, calada. A ver-te. A sentir-te. A ver a tua luz, aquela luz que emerge no meio da tempestade que marca o horizonte. Aquela luz no meio da escuridão. A tua luz. A tua escuridão. 

I see you. I feel you.

 

Há pessoas que tu abraças com toda a sua escuridão. Com toda a tua luz e toda a tua escuridão. Pessoas que possuem uma luz que encanta. Acabas por nem conseguir perceber se foi a luz ou a escuridão que te atraiu na sua direcção. Nem importa.

Há pessoas assim. Pessoas que possuem uma luz imensa e que no meio da sua própria escuridão nem se apercebem que são luz. Mas são. São luz e escuridão. Como tu.

 

81786479_3365111430229216_4642459351729045504_o.jp

 

And our demons will dance together

21
Jan20

Há pessoas que se entranham em nós como alcatrão quente. Quando dás por ti, está na tua pele, na tua respiração, pulsa nas tuas veias. A dada altura, podes até pensar em remover o alcatrão mas depressa percebes que não consegues. Que nem queres. 

Pessoas que conseguiram entrar e te marcam. Conheces-lhes os demónios e não há um que te assuste. Porque os conheces bem. Porque também tu tens os teus. Porque aprendeste a viver com eles. Fazem parte de ti tal como fazem parte dos outros. Sabes reconhecê-lo. Tens pontaria. Aliás, sempre tiveste pontaria certeira. E deixas que te mostrem. Um a  um. Sem medo. Sem pressas. Tudo a seu tempo.  Let them dance.

Há pessoas assim. Há. Que balançam o teu mundo. Que mexem contigo e que gostam da pessoa que tu és. Sem filtros. Raios, que te fazem ser a pessoa que és. Que deliram ao ver-te. A ti. Como és e como poucos conhecem.

Porque há pessoas que fazem a diferença. Que (te) importam. E são as que importam, as que fazem a diferença, as que mexem contigo, as que te deixam ser quem és que tu queres na tua vida. Ou que, pelo menos, cruzem o teu caminho.

Resultado de imagem para Because our demons will dance together.

 

Para que te lembrem. Quem és. Por inteiro.