Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blue 258

Blue 258

Para que servem os homens - parte II

02
Jul09

Claro que o parte I teria inevitavelmente seguimento. E cá está. E não sei porque motivo, vejo-me um dia a escrever o parte XX  e seguintes.

 

 

Hoje, o post é mais a título de desabafo. E novamente, retrata o fosso entre os sexos. A roupa é o tema que serve de discussão.

Ora eu, trato de colocar a roupa a lavar e a secar - depois, e geralmente, faço a triagem: roupa para passar a ferro - coloco no cesto, e a restante, é para dobrar e arrumar. Por vezes, neste segundo caso, coloco-a em cima da cama, para, antes de deitar, a dobrar e arrumar.

 

Ponto 1: porque é que eu, depois de um dia que parece ter tido 25 h, ainda me obrigo a dobrar a roupa e a arrumá-la? Enquanto que o representante masculino, o mister, se limita a tentar enfiar na cama - apesar daquela pilha de roupa extremamente visível?

Isto é algo que me ultrapassa. Porque ambos tivemos um dia longo - e o meu que teima em não terminar! E porque não é verdade que 4 mãos despacham o assunto mais depressa? Bem mais depressa? Ou então, um dobra, e o outro coloca no seu devido lugar. Mas nãaaaaaaao. Pois não. É chato. Muito chato. No dia em que a roupa deixar de lhes aparecer lavada, passada, dobrada e arrumada na prateleira - eu quero ver. Mas somos vossas criadas ou quê? Isto vai dar origem a um cartão vermelho - acreditem.

 

Ponto 2: ontem, depois de preparar o jantar, lavar a loiça, arrumar a cozinha - sim porque eu gosto de  a deixar arrumadinha -  fui passar a ferro. Depois de 20 t-shirts do mister, mais 2 camisas, mais umas sweats e calças - ah e uma blusa minha e uma sweat - lá vou eu com a roupinha passadinha para o quarto. Mister, encontrava-se já na cama, ignorando uma pilha de roupa que já lá estava parcialmente dobrada. Pois acham que mister se dignou sequer a arrumar  a roupa que já estava dobrada? (Nem se tratando de roupa dele.) É que já nem falo em dobrar a roupa restante. Vociferei qualquer coisa, enquanto que arrumava a roupa que trazia passada a ferro e a restante que já estava dobrada. A que não estava, lá a deixei, enquanto que f-u-d-i-d-a da vida saía do quarto. Enervava-me ainda mais a cara do mister, de aborrecido que estava - pensaria ter razão? Fui regar o jardim. Pois... porque senão lá se vão as plantas todas com o calor - e eu bem, pronto, fui "arrefecer".

 

 

 

6 comentários

Comentar post