Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blue 258

Blue 258

...

...

25
Ago10

Pendem sobre mim decisões importantes a tomar. Passos a dar. Abate-se sobre mim a dúvida, a incerteza. Velhos medos que nem sequer eram meus, nunca foram meus. Duvido de mim. Da minha força. Das minhas capacidades.

 

Sinto precisar de ti como nunca. Porque agora sei o que é estar a sufocar e receber o fôlego que me faltava para respirar. Sei que preciso de bastar-me a mim própria, sei disso, mas não consigo, ainda não consigo. Tenho de conseguir. Sei que tenho. Mas seria muito mais doce contigo ao meu lado. Dá-me a mão. Basta dares-me a mão. Se me sentires tropeçar, aperta-me a mão com força. Se me sentires perder as forças, cerra o meu corpo contra o teu, se me sentires perder o chão, abraça-me. Abraça-me forte.

 

[Se me sentires não querer o azul do céu, encosta o teu rosto ao meu. Se me sentires perder a vontade do mar, beija-me. Beija-me. E provoca o maremoto de novo dentro de mim. Beija-me nos teus braços. Encerra o meu mundo num só abraço. Faz-me voltar a sentir completa. Faz-me voltar a sentir eu.]

 

16 comentários

Comentar post