Terça-feira, 31 de Agosto de 2010

Das coisas mais lindas e verdadeiras que me disseram nos últimos tempos

O teu porto de abrigo pode ser tanto. Não precisa ser aquele, aquele que querias que fosse mas não é.
O porto de abrigo é sempre... tanto. Quando tanto é tudo e ainda mais.
E podes encontrá-lo nas coisas mais pequeninas. Nos gestos mais simples. Que de pequeninos então não têm nada. Basta que te dêm o sorriso de volta, mesmo que por breves instantes. Que te segurem, mesmo que por breves instantes. Que te tirem do mundo real, mesmo que por breves instantes. Que te puxem quando o teu barco está prestes a naufragar. E há sempre algo que não deixa. Sempre.
Não te preocupes, mesmo que não o encontres, ele encontra-te a ti.
E se calhar já o encontraste e ainda não te apercebeste :) O abrigo nas pequenas grandes coisas, naqueles abraços :)

 

 

Daniela

 

 

E aqui se vê o bom da blogosfera. O bom que ainda há no mundo. Nas pessoas. Obrigada Daniela, do fundo do coração. Obrigada.

 

 

 

[E isto remete-me para um tempo, não muito distante, em que a tempestade me assombrava e eu me afastava dos portos de abrigo. Aqui.]


publicado por blue258 às 00:52
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
18 comentários:
De Daniela Barreira a 31 de Agosto de 2010 às 12:30
oh :) neste momento sorrio. para ti e por ti :) obrigada eu. mesmo. é que sabes, sempre que te ofereço o meu abraço, sempre que te abraço, recebo o teu abraço também. sempre que digo algo que te faz sorrir, mesmo que por breves instantes, recebo o teu sorriso. e no meio destas conversas, também tu me aconchegas. também tu me mimas. por isso obrigada eu, minha querida. sempre. :)


De blue258 a 31 de Agosto de 2010 às 22:34
:))
minha querida, nem é preciso dizer mais nada: apenas sorrio e abraço-te.


De Daniela Barreira a 1 de Setembro de 2010 às 00:54
sim, não é preciso mais nada :)


De milvezesmais a 1 de Setembro de 2010 às 09:15
Um dia destes enquanto lia umas palavras que a Daniela me escreveu pensava...
"Um rosto tão de menina, tão pequenina e por vezes consegue ser tão mais adulta que eu, tão Grande.
Grande Amiga.
Grande Mulher."

A Dani consegue ter sempre uma palavra amiga, um conforto, um abraço.


De Daniela Barreira a 1 de Setembro de 2010 às 19:31
oh minha mil vezes mais :') não poderia ser nome melhor, mil vezes mais do que eu te sei dizer o sorriso com que fiquei agora :)
vocês mimam-me tanto. tanto. e isso é mil vezes mais do que eu sei dizer. e mil vezes mais do que aquilo que realmente sou. o conforto que dizem receber ao ler-me, recebo-o eu de vocês, igual. e por isso aquilo que dizem ver em mim, é aquilo que vem de vocês. nada mais que isso. nada mais. e volto a dizer, porque sempre que vos abraço, eu recebo o vosso abraço também. por isso recebo mil vezes mais do que dou. mil vezes mais :)
é aqui, assim, no amor sempre presente nos passos que dou, que tenho alguma grandeza. quando não o consigo encontrar ou fazer dele caminho em alguns dos passos que tenho que dar... torno-me pequenina, sim. bastante.
e o meu abraço... estará sempre aberto. sempre. e não fosse eu uma menina dos abraços :)


De blue258 a 1 de Setembro de 2010 às 22:24
Dani, as tuas palavras são tão lindas... tão...


De Daniela Barreira a 1 de Setembro de 2010 às 22:29
tão... tão. porque vêm do coração. apenas. porque as sinto. porque as vivo. só assim. inventado... não dá :)
volto a dizer, é assim que tenho alguma grandeza. quando há passos que tenho que dar e não consigo que seja assim, no amor... torno-me pequenina.


De blue258 a 1 de Setembro de 2010 às 23:31
as tuas palavras são tão... porque tu és tão :)
todos nós temos momentos em que somos pequeninos... mas mesmo nessas alturas, não deixamos de ser grandes.


De Daniela Barreira a 1 de Setembro de 2010 às 23:35
é isso que tenho que saber. e me lembrar. é isso.


De milvezesmais a 2 de Setembro de 2010 às 01:43
Abraço apertadinho...


De Daniela Barreira a 2 de Setembro de 2010 às 12:28
tanto :)


De blue258 a 1 de Setembro de 2010 às 23:23
E eu, enquanto lia esta resposta dela, pensava cá para mim: miúda, não mudes nunca, não mudes. Porque realmente, é como tu dizes, consegue ser tão grande. Tão.


Mas olha que tu também não lhe ficas atrás minha querida ;)


De Daniela Barreira a 1 de Setembro de 2010 às 23:36
fala o roto ao nu :)
olha só quem fala :)


De milvezesmais a 2 de Setembro de 2010 às 01:55

Obrigada Blue...

Olha... cá para mim um dia fazemos um trio. E ó que trio...


De Daniela Barreira a 2 de Setembro de 2010 às 12:31
eu cá alinho :)


De blue258 a 2 de Setembro de 2010 às 22:26
Realmente, juntaram-se três ;))


De S a 5 de Setembro de 2010 às 01:52
há portos de abrigo que com o tempo vão se abaixo e outros que aguardam sempre pacientemente o dia do retorno.


De blue258 a 7 de Setembro de 2010 às 01:46
"outros que aguardam sempre pacientemente o dia do retorno"

sem dúvida. é isso.


Colorir

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 107 seguidores

.azuis recentes

. Das palavras que poderiam...

. ...

. Dos abraços

. ...

. Crónica de uma morte anun...

. Hoje foi o dia

. Where’s the light I used ...

. Maio

. And I'll do it a thousan...

. Abril

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. "menina dos abraços"

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. há quem diga.

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds