Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blue 258

Blue 258

...

...

04
Out10

Há um silêncio enganador. Uma calma aparente. A noite apresenta-se despida de preconceitos, fresca e jovial. Diz-nos, vem a mim, com voz lânguida e aquele brilho no olhar que nos hipnotiza. Voltei sem ver as estrelas. Há estrelas no céu, hoje?

À superfície, o mar mostra-se sereno, calmo, apaziguador. Mas os rugidos que ainda oiço, mostram-me que não. Não serena. Não acalma. Não apazigua. A grande profundidade, as correntes seguem o seu curso, endiabradas. Revolvem. Não esperam por ninguém.

 

3 comentários

Comentar post