Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blue 258

Blue 258

...

Sakura

30
Mai14

Sakura (kanji : 桜 ou 櫻; hiragana: さくら) é o nome japonês dado às cerejeiras em flor, pertencentes à espécie Prunus serrulata. Dão menos frutos que a Cerejeira ácida e a Cerejeira doce.

 

 

 

Tenho paixão assolapada por sakuras (cerejeira japonesa) - daí a afinidade blogueira com as autoras dos blogues referidos no post anterior - e o  entusiasmo pela cultura nipónica não se fica por aqui (não esquecer dois dos meus autores predilectos, Murasaki Shikibu e Haruki Murakami): uma das minhas viajens de sonho é exactamente o Japão na Primavera - a mesma altura em que multidões rumam com o mesmo objectivo: apreciar este espectáculo maravilhoso.

 

 

Curisosamente, o Hanamiprática centenária de realizar um piquenique sob uma sakura ou ume (damasqueiro) em flor, começou por admirar inicialmente o ume, no Período Nara (710-794), e só mais tarde, no Período Heian (794-1185) é que as flores de cerejeira começaram a atrair multidões e  hanami se tornou sinónimo de sakura. Esta tradição, incialmente restrita à elite da Corte Imperial, em breve se alargou à sociedade samurai, estendo-se finalmente a toda a população no Período Edo (1603-1868) .

 

 

Palace Hanami Party by Chikanobu Yoshu

 

 

 

 

«Todos os anos, a Agência Meteorológica Japonesa e o público acompanham a sakura zensen (a frente de afloração das cerejeiras) conforme ela avança através do arquipélago para o norte com a chegada do tempo quente por meio de previsões logo em seguida da sessão meteorológica dos jornais de TV noturnos. O desabrochar começa em Okinawa em janeiro e tipicamente chega em Quioto e Tóquio no fim de março ou começo de abril. A frente quente e o desabrochar das flores segue para áreas de maiores altitudes e para o norte, chegando em Hokkaidō algumas semanas depois. 

 

A maioria das escolas japonesas e dos prédios públicos tem cerejeiras do lado de fora. Já que tanto o ano fiscal como o ano escolar começam em abril, em muitas partes de Honshū, o primeiro dia de trabalho ou de estudos coincide com a estação da sakura.

 

No Japão, a sakura também simboliza as nuvens dado que elas desabrocham em massa, além de serem duradouras metáforas da natureza efêmera da vida, um aspecto da tradição cultural japonesa que é frequentemente associado com a influência budista, e que é encarnado no conceito de mono no aware (saudade da beleza que passa). A associação da sakura com mono no aware remonta ao estudioso do século XVIII Motoori Norinaga. A transiência das flores, sua extrema beleza e rápida morte, foi frequentemente associada com a mortalidade; por esta razão, sakura tem um rico simbolismo, e são bastante usadas na Arte japonesa, mangá, animê, e filmes, assim como durante apresentações musicais pelo efeito ambiente.

 

A sakura é um amuleto de boa sorte e é também um emblema de amor, afeição e representa a primavera.»

 

 

 

 

 

 

Fonte: Wikipedia

Post editado