Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blue 258

Blue 258

...

Saturday night

16
Mai10

A semana do meu aniversário foi recheada de coisas boas - não sei se efeito da visita do Papa a Portugal - mas o Benfica sagrou-se campeão nacional no domingo passado, na quarta tive um belíssimo dia (e noite) de aniversário, e este sábado, para continuar a festa,  estava o Dj Vibe no Buddha Bar.

 

Os planos: jantar fora - Sushi :) - passear depois de jantar e fazer tempo para entrar no Buddha e curtir ao som de Vibe. Estes eram os planos. Eram.

O que acabou por acontecer: jantar - Sushi e Periquita - telefonema de nuestros amigos "ah queremos felicitar-te e tal, anda cá".

Mudança de planos: no final do jantar, rumou-se a Vigo, o que, tudo bem, vai-se, faz-se tempo e volta-se para o Vibe. Pois...

O que aconteceu depois: no caminho para lá, começo a sentir-me mal-disposta. O estômago embrulhado de tal forma, que comecei a ver o caso mal parado. Ou naquele caso, movimentado demais (o estômago). Cá para mim, foi o vinho. Estava quente demais - é sempre a mesma coisa naquele restaurante - adoro o sushi, mas o vinho maduro, regra geral, é servido muito acima da temperatura recomendada. E cá para mim, foi isso. Cheguei a Vigo muito mal-disposta, estive lá um bocado coisa e tal, e toca a regressar.

No entanto, continuava mal-disposta. Sentia um frio, mas aquele frio que se sente por dentro - o que não é nada bom sinal. A viagem moeu-me toda - pelo menos ainda bem que não conduzia naquela noite - e ao chegar a Viana, ainda por cima tinha de passar em casa: não levei as chaves de casa comigo, e como não saí de carro, nem o comando tinha para entrar em casa. Ora, toca a ligar à mãe, às duas da manhã, para me abrir a porta e eu, pelo menos ir buscar as chaves. Estou quase a chegar a casa e a ponderar: vou entrar um bocadinho, depois vejo como me sinto. Eu estava toda mole e a querer  o quentinho e o fofinho da minha cama - e por mais que quisesse ir ao Buddha ouvir Vibe, isso implicaria um grande esforço da minha parte. Não fui. Vibe, lamento, fica para uma próxima. Ouvi o Rotations na viagem para cá - uma hora inteirinha de Vibe, já foi muito bom. Nem sempre tudo corre como queremos. Ou isso ou é a idade a pesar.

 

Minha gente #5

18
Abr10

 

 

 

Sexta-feira: mojito night.

Viana do Castelo: El recanto de Cuba.

Noite fenomenal. Fora de série. Mesmo.

Os mojitos, deliciosos, o ambiente, mais do que agradável, e a música ao vivo, algo de extraordinário. O requinte do violino, o encanto do trompete, o poder do trombone e o jazz do saxofone. A primeira música: Summertime. Adorei. Não poderia ter sido melhor*. Recomendo vivamente.

 

 

 

 

Posso dizer-vos, que aqui, a prova foi superada. Resisti a fumar facilmente. Entretanto, a D., lembra-se que é a noite da mulher no Buddha Bar, na Póvoa. E... lá fomos. Em 1º lugar, posso dizer-vos: cha-va-la-da. Era o que mais se via. Em 2º lugar, também vos posso contar: mantive-me fiel aos sabores de Cuba - rum e cola - cuba livre. Em 3º lugar, também vos digo: dancei. Como já não me lembrava de dançar. Até às 6 horas da manhã. Em 4º lugar, grande fail: fumei. Em 5º lugar, o que realmente importa: grande noite. Ou noite em grande.

 

*É claro que poderia...