Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

#20 Gotas de mel

 

Espero por ti, encostada ao carro. Pequenas gotas de chuva acariciam-me o rosto... e pareço não me importar. Parecem querer beber o mel que exala da minha pele. Divertem-me, enquanto espero. Penso que também elas sabem... dos momentos de doçura que se prevêem.

Quero ver-te chegar. Pretendo dar-te apenas uns instantes... para desligares o motor, e abrires a porta. Pretendo lançar-me nos teus braços... nesse preciso momento. Quero deliciar-me com o mel dos teus olhos castanhos. Quero que tu... te percas nos meus. Quero colar os meus lábios aos teus... e  embriagar-me com a doçura da tua boca.

 

Perco-me no teu abraço... oh como me perco! Quero sussurrar-te ao ouvido... e falha-me a voz. Quero falar-te... e não consigo. Os meus longos cabelos bebem o salgado que balança no ar... o sangue aflora à pele... com a mesma intensidade que o marulhar irrompe no céu negro.

Quero dizer-te... Leva-me ao céu... traz-me de volta à terra... e volta a levar-me ao céu... vezes sem conta... e falho... como falho...

 

Lutamos... eu quero saborear a tua pele ... e tu queres saborear-me a mim... e lutamos. Cada um quer delinear os contornos do corpo do outro... quer percorrer... milímetro a milímetro... a estrada que sacia o desejo que nos consome. Mas não... tresloucadamente... apenas o inflama... e cada vez mais.

Oh doce luta... tão doce luta...

 

Procuras segurar-me o rosto com as mãos... sei que queres ler o que te dizem os meus olhos... faço um esforço para os manter abertos... e beber o que me dizem os teus... és uma delícia... é o que me dizes vezes sem conta... Esta doce loucura apoderou-se de mim... do meu corpo... e sinto o meu espírito que se verga... cede... perante o mel que me embriaga os sentidos...

Procuro soltar-me...  quero delinear o contorno do teu pescoço.... dos teus ombros... com a língua... quero deliciar-me com o sabor da tua pele... por uns momentos... momentos apenas... e tu... não te contendo de cada vez que o faço, envolves-me no beijo mais louco... mais doce... mais quente... de todos os tempos.

 

A chuva bate no vidro... as gotas sucedem-se... e ruidosamente.... parecem querer entrar...  e eu sei... eu sei.... que  apenas procuram beijar as gotas da doce condensação que se vai formando no interior quente... 

 

 

 

 


publicado por blue258 às 14:43
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (8) | favorito

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 106 seguidores

.azuis recentes

. #20 Gotas de mel

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. "menina dos abraços"

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. há quem diga.

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds