Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010

Vem, e serei tua, tua, na rua que nos leva a ver o mar. Naquela rua. Naquela.

 

 

Vem e serei teu na rua que nos leva a ver o mar

 

«Hoje fiz das tuas mãos o meu fogo. Não vês que fujo por entre cada uma das tuas palavras e não acredito numa só? Porque nas madrugadas em que te amo, toco o teu coração mais um pouco e perco-me dentro de ti e da tua vontade.

E esse aperto que me mata por dentro a razão, e esse teu olhar que me consome de longe querendo-me perto…  Desculpa se te faço chorar nas noites em que mais precisas de mim. Se de longe te rompo a alma que amo e que nos juntou. Não foi sorte, foi desejo. E quanto não é tão mais forte a vontade que qualquer trejeito do destino…

Os meus braços estão vazios sem ti.

Volta. Traz esse sorriso para perto de mim. Vamos ser nós nessa encosta de sol que suja de amarelo as estradas. Vem cantar-me ao ouvido, vem! E no encontro das nossas mãos encontraremos-nos felicidade em dias calmos.

Vem. Vem para a minha mão e serei teu na rua que nos leva a ver o mar. É duro e feio de se desejar. É tão grande a vontade que não posso ter-te.

Mas vem. Sou tudo para que sejas feliz sem me perguntares porquê!»

 

 

 

Liliano Pucarinho, no night indigo

 

 

 

P.S. Gajos que escrevem bem. Porra, gajos que escrevem tão bem!

E palavras, palavras, que se adequam. Que dizem. Tanto. Tanto.

 

 

 


publicado por blue258 às 13:27
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (6) | favorito
Terça-feira, 7 de Setembro de 2010

...

O dia de hoje foi belíssimo*  para ronronar, aconchegar a pele, sentir as páginas dos livros fluirem por entre os meus dedos e a alma esquecer-se de si. Esquecer-me de mim. Ou pensar única e exclusivamente em mim.

 

 

* e para conversas que roçam a pele, marcam o corpo e incendeiam a alma. Há um tempo (vontade) para tudo.


publicado por blue258 às 00:21
link do post | dá-me um pouco da tua cor | favorito
Terça-feira, 6 de Julho de 2010

Gente,

Eu estou inspirada. Oh se estou. Devia aproveitar esta inspiração para fazer algo de produtivo. Mais um texto da casa na praia, por exemplo. Mas o pensamento não deixa. Repete constantemente: pele, praia, beijo, boca. E isto termina com imagens de corpos quentes que me bloqueiam o cérebro. E a vontade, ai a vontade, essa quer pegar no carro e sair daqui.


publicado por blue258 às 00:20
link do post | dá-me um pouco da tua cor | ver outras cores (5) | favorito

.10 anos, 10 razões :)

10 anos de Blogs do SAPO

.mais um pouco de azul


. procura-me

. segue-me

. 106 seguidores

.azuis recentes

. Vem, e serei tua, tua, na...

. ...

. Gente,

.a cor da minha música

.pesquisa-me

 

.arquivos azuis

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.azul também por aqui:

.links

.favoritos

. este mundo que nos ensina...

. passando, sem ficar.

. quando o medo te assalta.

. "menina dos abraços"

. como comer sushi como um ...

. A Dani, segundo a MilVeze...

. ...

. abre parêntesis

. menos não (me) chega.

. há quem diga.

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds